Serra SC

Amures decide: Aulas não retornam na Serra

DECISÃO VEIO DE UMA ASSEMBLEIA VIRTUAL DOS PREFEITOS

Gestores municipais ligados à Amures participaram de uma assembleia por videoconferência nesta quarta-feira, 07. Na pauta a interpretação da portaria das Secretarias de Estado da Saúde e Educação sobre a volta gradual das aulas presenciais na rede estadual e, por consequência, a possibilidade de municípios também retornarem com as atividades letivas presencialmente.

DECISÃO UNÂNIME

Segundo as informações da Assessoria da Amures, por decisão unânime, considerando consulta feita aos pais nos diversos municípios que compõem a entidade, os prefeitos decidiram pela não retomada das aulas presenciais. Será mantido o modelo de ensino à distância, o qual vem sendo feito desde o início da pandemia. Mas neste ano não se pretende colocar alunos em ambiente escolar de maneira presencial nos 18 municípios da Amures.

DO PRESIDENTE

Prefeito Celso Rogério, presidente da Amures, foi enfático ao observar inclusive que há limitações orçamentárias e financeiras. “Nossa decisão é de colegiado e assim evitamos aglomerações como tem recomendado o Ministério Público”. Prefeito Ceron lembrou que se houver uma piora da Matriz de Avaliação de Risco Potencial com as aulas presenciais em curso, pode piorar a situação e gerar inúmeras dúvidas tanto entre gestores quanto na população.

Ceron já havia declarado lá em meados de agosto que se dependesse dele não haveria retorno às aulas presenciais pela dificuldade de protocolos de enfrentamento diante de crianças em séries iniciais. A maioria dos pais pensa na mesma linha

Presidente da Amures, Celso Rogério, que é educador, tem entendimento pelo não retorno da aula presencial por causa de um conjunto de fatores que foi debatido durante a videoconferência que ele conduziu pela Amures

Com informações de Onéris Lopes – Amures

Compartilhe

2 comentários para: “Amures decide: Aulas não retornam na Serra”

  1. Mas o Ministério Público Estadual vai determinar o retorno sim os Prefeitos querendo ou não. O Promotor de Justiça do Estado já se Manifestou hoje e irá com certeza repassar aos Magistrados de Santa Catarina o retorno. Vamos ver quem ganha essa queda de braço.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *