Serra SC

Câmara de Vargem: Qual a dívida com INSS?

Foi em meados de fevereiro que se constatou uma inconstância de dados da Câmara de Vereadores de Vargem, visto que integrantes do legislativo e servidores tinham valores do INSS retidos de seus salários todos os meses, mas surgiu um débito previdenciário significativo. De imediato foi constatado que o técnico em contabilidade e vereador, Adriano Padilha, havia retido tais valores para si. O próprio Padilha esteve na Rádio Cultura de Campos Novos confirmando isso, oportunidade em que pediu desculpas à população de Vargem.

DEVOLUÇÃO DOS VALORES

Tão logo a situação se tornou pública, Adriano Padilha reuniu R$ 75 mil e efetuou um depósito nas contas da Câmara. Em tese estava devolvendo aquilo que reteve para ele. A partir disso, a presidência da Câmara, através do vereador Roberto Mendes Spolti (PSB), abriu uma sindicância interna. A Promotoria de Campos Novos também abriu procedimento. Nesta semana saiu o somatório da dívida perante o INSS daqueles valores não recolhidos. É quatro vezes o montante que Padilha havia devolvido na conta da Câmara.

Aqui está o recibo comprovando que Adriano Padilha devolveu R$ 75 mil à Câmara, referentes a valores que ele teria retido de salários dos colegas vereadores e de servidores

E esse é o levantamento de quanto se deixou de depositar no INSS desde 2016, com os valores devidamente atualizados

O QUE ACONTECE AGORA?

Em relação ao vereador Adriano Padilha deve ocorrer algum procedimento para ele devolver o montante, em ficando comprovado que é o único responsável pelo não depósito ao INSS. Em relação à Câmara, presidente Roberto Spolti está buscando um parcelamento junto à Receita Federal desse débito. “A Câmara não tem esse dinheiro para devolver. E não podemos deixar de negociar e atender o INSS, do contrário reflete até na impossibilidade da prefeitura de Vargem acessar recursos federais por falta de certidão negativa previdenciária”, explica o presidente.

Presidente da Câmara, Roberto Mendes Spolti, com os valores apurados do não repasse ao INSS e a certeza de que é preciso negociar e parcelar a dívida para não causar prejuízos ao município de Vargem

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *