Serra SC

Caminhos da Neve: Visita à futura BR-438

Colega Paulo Chagas informa como boa notícia a visita técnica de engenheiros do DNIT e da Secretaria de Infraestrutura do Estado ao trecho da futura rodovia federal BR-438 na altura da divisa de Santa Catarina com o Rio Grande do Sul, na famigerada ponte sobre o rio Pelotas (Goiabeiras).

MAS…

Para obras e ações federais ainda não é uma boa notícia. É que os engenheiros da Secretaria de Infraestrutura (falecido Deinfra), liderados por Ronaldo Cordeiro, não têm mais jurisdição sobre o trecho já que houve a federalização da rodovia. E o DNIT ainda não assumiu o trecho porque depende da inclusão da estrada no PNV. Não há como executar manutenção federal no trecho, ainda.

Engenheiros Ronaldo Carioni (Superintendente do DNIT/SC) direita e Névio Antônio Carvalho da Área Técnica da Superintendência com o engenheiro Ronaldo Cordeiro (esquerda) do antigo Deinfra, na ponte das Goiabeiras, uma travessia complicada na fronteira entre RS e SC que, futuramente, deverá ganhar uma estrutura nova. Mas bem futuramente!

PORTANTO

Foi mais uma visita de conhecimento da realidade da estrada – que precisa de constante manutenção – principalmente no pedaço de 11 km desde o topo onde a rodovia bifurca para a localidade do Arvoredo e São Francisco Xavier (a estrada a ser pavimentada desce por São Chico). A boa notícia do mês na verdade é a ação da prefeitura de São Joaquim, com o trabalho de manutenção nesse pedaço não asfaltado ainda, executado com recursos municipais.

Prefeito Giovani Nunes determinou providências deixando a estrada que desce até a Ponte de Goiabeiras (no lado catarinense da futura BR-438) assim, com boa trafegabilidade, incluindo alargamento, bueiros, patrolamento e cascalhamento. Isso enquanto não vem asfalto

PARA VOCÊ SE LOCALIZAR

A ligação entre São Joaquim e Bom Jesus/RS pela rodovia Caminhos da Neve – que recebe a denominação BR-438 – tem 16.500 metros asfaltado desde a área urbana joaquinense até imediações de acesso à localidade do Arvoredo, onde 2 km receberam também a terraplanagem, etapa inicial para o asfalto. Depois disso há ainda pouco mais de 10 km, passando pela localidade de São Francisco Xavier, para chegar até a Ponte de Goiabeiras, que é a divisa entre RS e SC.

E…

Esses 10 km são de chão batido. E o lado gaúcho está uma lástima em termos de condição de trafegabilidade. A providência da manutenção pela prefeitura de São Joaquim no traçado de 10 km é para atender os produtores catarinenses que residem do lado de cá do Pelotas. Para existir mesmo uma ligação entre SC e RS pela rodovia, será necessário investir num projeto macro de asfaltamento até Bom Jesus.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *