Serra SC

Cerrito: MP mira contratações irregulares

Sabem aquele refrão de um personagem típico do oeste catarinense que termina a fala com a frase: Só pra se incomodá?

Parece que o prefeito Arno Marian (PSD) de São José do Cerrito encarnou a ideia de se incomodar. É que ele assinou um TAC com o Ministério Público onde se propôs a realizar concurso e não mais contratar servidores sem a previsão legal. Ou seja, o prefeito aceitou a proposta conciliatória do MP de deixar as indicações políticas de lado e contratar colaboradores de acordo com a norma.

ENTRETANTO

Após a assinatura do TAC houve continuidade na contratação de servidores em desacordo, conforme apontou um inquérito civil conduzido pelo Ministério Público da Comarca de Lages, com atuação também no Cerrito. E pior que isso, no texto da peça que embasa a denúncia contra o prefeito Arno Marian e mais sete pessoas, consta que, mesmo após realizado o concurso, ignorou-se o chamamento de aprovados para ocupar vagas por indicados.

POR CAUSA DISSO

Está tramitando desde a virada do ano, com pedido de liminar junto à Vara da Fazenda de Lages que obteve deferimento parcial, uma Ação Civil Pública. A denúncia assinada pelo Promotor de Justiça, Jean Pierre Campos, contém 43 laudas e um relato circunstanciado das situações anômalas cometidas pelo prefeito Arno Marian. A liminar determinar, a partir da análise judicial, que o prefeito Arno cesse qualquer contratação em desacordo com a norma e determinou a citação dos denunciados para se manifestar.

Prefeito Arno Marian responde a ação perante a Comarca de Lages por contratação de pessoal em desacordo com a lei no Cerrito

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *