Serra SC

Desemancipação: Lages citada como exemplo

Está longe de ser apenas pregação no deserto a ideia de reunificar municípios que são deficitários àqueles dos quais se emanciparam. O presidente do Tribunal de Contas do Estado, Adircélio de Moraes, lidera a cruzada embasada num estudo realizado por técnicos que apontam o fato de que pequenos municípios não se sustentam e dependem exclusivamente de repasses.

EXEMPLOS

O referido estudo aponta exemplos no Estado de que até birras políticas resultaram no surgimento de municípios inviáveis. “Outro exemplo é Lages que tinha 157.680 habitantes. Se emanciparam os municípios de Bocaina do Sul e Painel, ambos com menos de 3 mil habitantes, e Capão Alto com um pouco mais de 3 mil”, cita o estudo. Os distritos emancipados de Lages têm a seguinte população atualmente:

Bocaina…………3.460 habitantes

Capão Alto…….2.556 habitantes

Painel…………..2.363 habitantes

MENOS MORADORES

Esses dados acima são da estimativa do IBGE de 2018. Mas num comparativo com o Censo do ano 2000, Bocaina do Sul apareceu ano passado com 480 moradores a mais. Capão Alto, no entanto, com 464 habitantes a menos no intervalo de 18 anos. E Painel tem 21 moradores a menos se pegar os números do ano 2000 e de 2018.

AMURES EMPATA

Essa questão de aumento populacional é mesmo emblemática. Os 18 municípios da Amures, considerando dados de 2000 e 2018 apresentam um crescimento de apenas 1.203 moradores. Houve redução de população nesses 18 meses nos seguintes municípios: Anita Garibaldi com 2.960 moradores a menos, Campo Belo com 870 habitantes a menos e Cerro Negro tem 917 moradores a menos nesse período.

CORREIA PINTO MENOS

OTACÍLIO COSTA MAIS

Nenhum município reduziu mais a população que Correia Pinto. Entre o ano 2000 e agora são 3.986 moradores a menos. Otacílio Costa foi o que mais cresceu populacionalmente com 4.517 pessoas a mais morando no município, segundo os dados do IBGE.

Proporcionalmente nenhum município aumentou mais a população que Otacílio Costa que tem atualmente 18.510 moradores.

MAIS TRÊS REDUÇÕES

Ponte Alta tem 454 moradores a menos e o Cerrito reduziu sua população em 1.972 habitantes. Até Urupema, que tem uma das menores população da Serra, entre a virada do século e 18 anos depois, conseguiu se encolher com 55 moradores a menos.

P. S.

A população da Amures você encontra neste link!

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *