Serra SC

Falta de energia gera tensão em Anita

Apesar do silêncio da Amures, sem nenhuma nota de protesto, prefeitos do interior da Serra Catarinense convivem com um problema grave em relação a um serviço básico aos seus munícipes: a falta de energia elétrica.  Isso ocorre quando há chuva acompanhada de ventos fortes causando a interrupção de fornecimento de energia.

CAUSA

A maior causa é a presença de vegetação ao longo da rede, fazendo com que galhos e até árvores caiam e derrubem a fiação. Embora o problema de vegetação e, consequentemente, a queda de energia seja comum, é a demora que causa angústia maior. Além de prejuízos na propriedade (carne, leite, máquinas), há pacientes que dependem da energia até para manter aparelhos de oxigênio.

PACIÊNCIA ACABOU EM ANITA

Episódio que acende o alerta dessa insatisfação, ocorreu na chamada Costa do Pelotas em Anita Garibaldi. Uma terceirizada da Celesc esteve na localidade de São Sebastião tentando restabelecer a energia. Sem sucesso, estava deixando o local quando um grupo de 50 moradores protestou. O caminhão somente foi liberado para passagem com a equipe depois que o gerente Gladimir Geremias, numa ligação telefônica ao grupo, comprometeu-se a restabelecer hoje, quinta-feira, a energia na região.

Município de Anita Garibaldi é um dos afetados com a falta de energia deste 31 de outubro

NÃO É CASO ISOLADO

Cerro Negro também registra o problema. As localidades de Linda Vista e Sagrado ficaram sem energia da quinta-feira até a segunda-feira, com prejuízos nas propriedades e risco à saúde de quem depende de aparelhos para manter máquinas de oxigênio.

0800 NÃO RESOLVE

Todos os moradores que têm a energia elétrica interrompida são orientados a ligar para o 0800 da Celesc. Porém, mesmo adotando esse procedimento, o serviço tem demorado até uma semana, como é o caso de Anita Garibaldi ou 5 dias, como ocorreu em Cerro Negro.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *