Serra SC

Otacílio Costa: Dentista comprova inocência

A gente se recolheu do assunto aguardando o desdobramento. E esse chegou a partir de acordo firmado semana passada. Denúncia contra o odontólogo que atua faz 20 anos em Otacílio Costa, a partir da apresentação de documentos e comprovação da efetividade do trabalho, foi arquivada. Ricardo de Oliveira fora acusado, a partir de uma denúncia que chegou no Ministério Público, de que não cumpria horário. Na análise documental e manifestação dele, ficou evidente que não apenas trabalhava, como o fazia além da carga horária diária.

ASSIM

O estardalhaço nas redes sociais e pré-julgamentos que dominaram o noticiário durante a primeira semana de abril em Otacílio se mostraram desnecessários e maldosos. O suposto crime de estelionato atribuído ao dentista, por exemplo, evidenciou-se, na apuração do Promotor de Justiça Guilherme Laus Simas, não ter procedência. Segundo o próprio dentista, sobre a denúncia de estelionato, “este restou arquivado porque ficou demonstrado que exercíamos os atendimentos nas unidades básicas de saúde”.

ACORDO

Para dar por resolvida a situação, o profissional assinou um acordo (TAC) com a Promotoria da Comarca de Otacílio. Houve entendimento que o acordo fora a providência mais pertinente, visto que se o procedimento resultasse numa ação judicial, essa teria como desfecho a comprovação da inocência de Ricardo de Oliveira. A documentação analisada é indicativa disso.

REGULAMENTAÇÃO

De posse dos documentos levantados e outros apresentados pelo dentista, a Promotoria recomendou o acordo que determinou que a prefeitura de Otacílio Costa regularize as atribuições do dentista na coordenação de Saúde Bucal, a partir de um projeto a ser enviado à Câmara. Ainda de acordo com o relato, a Promotoria apontou que o dentista até poderia entrar com ação contra a prefeitura por desempenhar uma função “sem receber”. Se atuava sem a remuneração devida, o ‘pagamento’ que o profissional recebeu foi o quase linchamento público.

SEGUNDO O DENTISTA

“Jamais deixei de atender um paciente em emergência, independente de horário. O promotor viu quem estava falando a verdade. Verdade esta que sempre fiz questão de deixar clara perante autoridades e a mídia”. O dentista segue atuando no consultório e retornará à função na prefeitura após a regulamentação. “Fiquei chateado com o que aconteceu, mas tudo restou esclarecido. Isso se resolveria com uma conversa e solicitação de documentos, mas estou de cabeça erguida, pois honestidade e comprometimento resumem a pessoa que sou”.

DENÚNCIA POLÍTICA

Sobre o denunciante, Ricardo de Oliveira admite que houve tentativa política de o prejudicar. “A pessoa que fez esta denúncia, não foi um paciente e sim uma pessoa de cunho político, tentando me prejudicar, mas não conseguiu, pois quem é correto e honesto não teme, e a verdade sempre prevalece”.

Odontólogo Ricardo de Oliveira que foi alvo de verdadeiro linchamento público, fora vítima de denúncia política e restou comprovado que não praticara ato irregular no desempenho da função

Com informações: V Comunicação & Marketing

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *