Serra SC

Portugueses farão obras da ‘Serra do 12’

Fiquemos tranquilos!

O projeto e depois as obras que irão atacar 25 pontos problemáticos ao longo do traçado da SC-390 que passa pela Serra do Rio do Rastro estão em boas mãos. Venceu a licitação para esse pacote de projeto + obras o grupo português Teixeira Duarte que atua em 19 países, sendo que um de seus braços de atuação é na Engenharia e Construção. Seu portfólio inclui inclusive atuação nas obras de revitalização da Ponte Hercílio Luz.

No portal do segmento construção do grupo a referência às intervenções na ponte da Capital

INTERVENÇÕES NA SERRA

Quem passa nesta semana pela Serra do Rio do Rastro confere máquinas e homens trabalhando principalmente na parte mais abaixo, entre a antiga sede do também antigo DER e a localidade da Rocinha. São obras absolutamente emergenciais providenciadas pelo Governo do Estado que, se não executadas, poderiam levar até à interdição da rodovia. Não são obras, naturalmente, dessa ação da empresa Teixeira Duarte, visto que essas intervenções demoram um pouco para começar.

RAZÃO DESSA DEMORA

Ocorre que a Teixeira Duarte ganhou a licitação para elaborar o projeto e depois executar a obra. A empresa iniciará, após a homologação do certame, a elaboração do projeto de engenharia nos 25 pontos a serem atacados. Depois disso, com a aprovação da Secretaria de Infraestrutura, provavelmente com acompanhamento de uma empresa de consultoria para fiscalizar, é que as obras físicas terão início.

TOTAL DO CONTRATO

Sem considerar os aditivos, que serão inevitáveis perto daquilo que a empresa encontrará de anormal ao executar o contrato, o conjunto da obra (projeto + execução) tem custo orçado em 4 milhões e 200 mil euros (cotação atual) ou em reais, exatos R$ 19.048.771,00.

Coronel Carlos Hassler, que comandou a unidade militar de Lages e atualmente é o Secretário de Estado da Infraestrutura, compartilhou as informações do vencimento dessa etapa para o início das obras na Serra do rio do Rastro. Ele e sua equipe farão a supervisão dos trabalhos nessa importante (e necessária) ligação entre a Serra Catarinense e o Sul do Estado.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *