Serra SC

Prefeitos não assumirão estradas estaduais

“Se o Estado aceitar nossa proposta participaremos do projeto”.

Frase acima é do presidente da Amures, Luiz Carlos Schmuller (direita) em relação ao convênio do Projeto Recuperar do Governo do Estado.

DESDOBRAMENTO

Os prefeitos da Serra Catarinense, em assembleia, analisaram o estudo feito pela área técnica da Amures sobre as implicações dos municípios assumirem a manutenção das estradas estaduais. A insegurança jurídica é o principal fator que desaconselhou os prefeitos a concordarem (e aderirem) ao projeto. Daí que um ofício foi elaborado e enviado ao Governo do Estado. Se houver concordância com os termos apontados pelos prefeitos, a decisão de não aderir pode ser revista. Do contrário, as rodovias da Serra Catarinense seguem mantidas pelo Estado.

588 KM NA SERRA

A votação foi unanime pela recusa do convênio. O presidente do Cisama, Evandro Frigo (Urupema ali na foto acima à esquerda), explicou que na Serra Catarinense são 588 quilômetros de rodovias e a manutenção proposta pelo Estado colocando os municípios como corresponsáveis civilmente por eventuais acidentes é muito arriscado e preocupante. Além da questão da corresponsabilidade, o fato de ser uma gama muito grande de serviços, sem os recursos correspondentes para remunerar isso, faz os prefeitos agirem com cautela, optando por não assumir a manutenção das estradas. Pelo menos por enquanto!

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *