Serra SC

Rodovias: Mato seguirá tomando conta?

Num trecho do discurso do governador Carlos Moisés, durante a fala com a participação de prefeitos, ele acentuou o tom pelo fato dos prefeitos não terem aderido, através da Amures, ao projeto RECUPERAR. Trata-se de uma delegação do Estado aos municípios para que esses, com recursos estaduais – embora não muito dinheiro – façam a manutenção das estradas que são de incumbência do Governo do Estado.

RAZÃO DO NÃO

O receio dos prefeitos seja a chamada responsabilidade objetiva. Diante de um acidente, por exemplo, o município responderia pelo fato de estar assumindo a manutenção. Há ainda interpretação que viria muito pouco dinheiro para a necessidade de muitas ações.

E…

Enquanto isso não se define, as estradas da Serra Catarinense estão ‘desaparecendo’ no meio do mato, apesar de um pavimento de primeiro mundo executado no governo de Raimundo Colombo.

Registro que serve para ilustrar perfeitamente o que falamos. Município de Painel teria que fazer a manutenção com limpeza de canaletas e roçadas, por exemplo, nesse trecho da SC-114 desde o rio Caveiras até o rio Lava Tudo.

Sem manutenção, a sinalização vai sumindo e o mato tomando conta inclusive do acostamento. A situação descrita é na SC-114 em Painel, mas o caso chega a ser até mais complicados em estradas como a de Otacílio Costa, aquela outra de Campo Belo e assim por diante.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *