Serra SC

Palmeira: STJ nega habeas a ex-controlador

Parece que a situação é bem mais complexa que o servidor efetivo da prefeitura de Palmeira, que respondia pela função de controlador interno, imaginava. Geverson Martins Chaves foi flagrado no mês de janeiro quando apresentava um procedimento para pagamento na prefeitura em valor maior que aquele devido pelo município ao credor. Tal prática já havia se repetido com desvios superiores a R$ 100.000,00.

PRISÃO MANTIDA NO STJ

Por decisão do Juiz Geraldo Correa Bastos que analisou a prisão em flagrante, quando da audiência de custódia regionalizada, a referida prisão foi transformada em preventiva. A partir dali iniciou uma cruzada da defesa do servidor pelo relaxamento da prisão. Porém, no pedido liminar no TJ/SC o habeas corpus foi indeferido. Depois na análise da turma no mesmo TJ/SC foi mantida a prisão. O passo seguinte foi recorrer ao STJ. Nesta quinta-feira, 27, aquele tribunal em Brasília decidiu por manter o servidor preso.

O flagrante ocorreu na própria prefeitura de Palmeira, num trabalho realizado pela Polícia Civil de Otacílio Costa

MODELO AO MP

Geverson Martins Chaves exercia a função de controlador interno na prefeitura de Palmeira. E o conjunto de ações que desempenhou mereceu reconhecimento do Ministério Público de Santa Catarina. Tanto que a área onde ele atuava em Palmeira foi apontada como modelo, referência para o Estado pelo MP.

Compartilhe

2 comentários para: “Palmeira: STJ nega habeas a ex-controlador”

  1. Por algum motivo lembrei-me de uma música das Frenéticas (década de 70):
    “Mas o que mais me dói, o que mais me dói: você escolheu errado seu super-herói”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *