Serra SC

Suspeito de triplo homicídio vira réu

Judiciário da Comarca de Bom Retiro, a partir de representação do Promotor de Justiça, Francisco Ribeiro Soares, recebeu a denúncia contra Arno Cabral Filho. Ele tem 44 anos e virou réu em decorrência do assassinato de três pessoas em Alfredo Wagner, sendo marido, esposa e o filhinho do casal de apenas 9 anos. Cabral teria uma dívida com Carlos Tunnel, 67 anos, que era argentino e residia no interior de Alfredo Wagner. Essa dívida teria sido a causa do triplo assassinato.

ACUSADO ESTÁ EM LAGES

Desde o crime na sexta-feira, 16, Arno Cabral, após ser preso pela PM, foi recolhido ao presídio de Lages onde aguarda o desdobramento do procedimento. O inquérito policial instruiu o procedimento do MP que representou e a denúncia contra o acusado foi aceita. A Promotoria de Bom Retiro solicitou vários procedimentos para reforçar a peça, como quebra de sigilo telefônico e de dados para entender os detalhes do triplo homicídio, reformando a peça acusatória contra Cabral.

A investigação vai apurar ainda as circunstâncias do crime, situações que podem servir de agravante quando do julgamento de Cabral, que aparece no registro acima preso pela PM. A situação, em tese, é de homicídio qualificado e não latrocínio, condição que determina, portanto, júri popular e não decisão de juiz singular sobre os crimes praticados.

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *