Serra SC

Urubici: Gaeco prende agente público

Atendendo a norma que impede exposição de pessoas em investigação, o Ministério Público não divulgou o nome do agente público de Urubici que foi conduzido à delegacia da Polícia Civil por agentes do Gaeco. Ele é suspeito de atos ilícitos relacionados a possíveis desvios de materiais como produtos de limpeza, edredons e fraldas.

CESTAS BÁSICAS

Também cestas básicas que deveriam atender famílias carentes e àquelas afetadas pela pandemia estavam em poder do agente público preso e conduzido. O conteúdo apreendido estava na residência e no veículo do referido agente político de identidade não divulgada.

AÇÃO DO GAECO

A operação denominada Dose Dupla compreendeu o atendimento de nove mandados de busca e apreensão, além da referida prisão do agente público. Além do Gaeco, técnicos do IGP ajudaram na ação desencadeada durante a sexta-feira, 17, em Urubici e Lages. Não há detalhes sobre a extensão da operação em Lages.

Cidade de Urubici foi alvo de ação do Gaeco a partir de investigação do Ministério Público e decisão judicial da Comarca daquele município por causa de supostos crimes cometido por agente público

ATUALIZANDO

Segundo as informações, foi um secretário municipal da equipe do prefeito Antônio Zilli que foi conduzido à delegacia. Ele teria prestado depoimento e liberado. A partir das informações e dados o MP decidirá se apresentará denúncia contra aqueles investigados.

Compartilhe

1 comentário para: “Urubici: Gaeco prende agente público”

  1. Sobre os Agentes Públicos que desviaram cestas básicas que iriam matar a fome dos mais necessitados, deveriam ficar presos um bom tempo! Já têm altos salários e assim mesmo roubam de quem mais precisa! Urubicí está de luto por causa destes Agentes! Bolsonaro nesta cidade obteve 65% dos votos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *