Serra SC

Vargem: A cidade em defesa de um médico

Um município que pela estimativa do IBGE possui 2.477 habitantes, levar essa multidão para a rua é porque há pertinência na voz do povo. Trata-se da comunidade do município de Vargem, distante 80 km de Lages, que foi às ruas protestar em defesa da permanência do médico Marco Aurélio Brecher atuando no município.

PARA ENTENDERMOS A SITUAÇÃO

Vereador Francisco de Assis (o Xico da Bia) denunciou o procedimento licitatório feito ainda nos tempos do prefeito anterior (Peixe) quando em dezembro de 2016 contratou uma empresa pela qual o médico Marco Aurélio Brecher passou a prestar serviços através de uma outra pessoa jurídica subcontratada. O pregão – modalidade de licitação utilizada – teve a participação apenas da empresa vencedora. O vereador argumenta que com R$ 32.790,00 – valor mensal do contrato – daria para contratar três médicos para atuar em Vargem

DESDOBRAMENTO DA DENÚNCIA

A partir da denúncia de Xico da Bia, o Ministério Público entrou com uma ação na Comarca de Campos Novos. Em decisão liminar o Judiciário determinou o rompimento do contrato em 15 dias e, consequentemente a não prestação de serviços pelo médico Marco Aurélio Brecher. A ação inclusive abrange possível futura penalização à atual prefeita Milena Lopes (PL), o ex-prefeito Peixe (MDB), o próprio médico e gestores da empresa vencedora do certame.

PROTESTO DA POPULAÇÃO

Por causa dessa situação é que parte da população foi para a frente da Unidade de Saúde, onde o médico Marco Brecher é o responsável técnico inclusive, defender a permanência do profissional. “Ele tem contrato para atender 10 pessoas por dia. Mas se tiver 40 para ser atendida ele não deixa ninguém voltar para a casa sem o devido atendimento”, confirma Olacir Passos, um dos defensores da permanência do médico atuando em Vargem.

Aos poucos as pessoas foram chegando com cartazes, aglomerando-se na frente da Unidade Central de Saúde. Todos defendiam a permanência do médico atuando em Vargem

Senhores de mais idade, de meia idade, crianças, todos praticaram o gesto em defesa do profissional de saúde que atua faz mais de 18 anos em Vargem

Um abaixo-assinado entre os participantes foi elaborado para servir como um dos argumentos a serem apresentados junto ao Judiciário em Campos Novos, na tentativa de reverter a liminar que suspende o atendimento do médico Marco Brecher em Vargem, pelo questionamento do contrato estabelecido através de licitação

Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *