Eleições 2018

SC: PSL diz não a ‘pedido de namoro’ do MDB

Deputado reeleito pelo MDB, Valdir Cobalchini, teria movimentado o xadrez da política catarinense no sentido de incluir o partido num hipotético, porém possível e viável governo do Comandante Moisés. Informações apontam ideia de dividir o comando da Alesc, com o próprio Cobalchini presidente por dois anos e espaços ao MDB no eventual futuro governo do PSL. Porém, esse propósito está sendo afastado pela sigla que tem Moisés na disputa deste segundo turno. O partido emitiu nota a respeito.

A NOTA DO PSL DE SC

“Executiva Estadual do PSL, através do presidente Lucas Esmeraldino, diante de notícias da quarta-feira (10), indicando supostos acordos políticos, reitera que o partido seguirá sua trajetória de mudança sem conchavos políticos (…). Temos a plena certeza que, somente o PSL representa a verdadeira mudança e a negação de velhas práticas. É de grande valia para os membros da Executiva Estadual, vermos que, assim como nós, outros partidos reconhecem que o 17 é melhor para o Brasil, assim como para Santa Catarina”.

SEGUE A NOTA DO PSL

“Não vamos mudar e flexibilizar o projeto do PSL ao Governo, que é chapa pura, para transformar em um conglomerado de partidos e amarras políticas. Não ao “toma lá, dá cá”, não aos esquemas, não à troca de favores, por cargos políticos. Nossa coligação é com o povo. Precisamos romper com tudo o que está aí e trilhar um novo caminho. Não teremos outra chance. A mudança precisa ser feita de verdade e agora”.

A nota é assinada pelo vereador Lucas Esmeraldino (direita) e afasta hipótese da sigla negociar apoios para eleger Moisés ao Governo

Compartilhe

4 comentários para: “SC: PSL diz não a ‘pedido de namoro’ do MDB”

  1. PMDB mais uma querendo achar um jeitinho de arrumar uma teta, sempre estão no governo, quer no federal e no estadual, está na hora de dar um basta nisto, já virou um câncer isto.
    Tem que mudar radicalmente Sim, e as urnas mostraram isto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *