Geral

São Joaquim reforça foco turístico

PORTAL E VÍDEO INSTITUCIONAL VENDEM ATRAÇÕES DAQUELA QUE É A MAIS CONHECIDA ENTRE AS CIDADES FRIAS DE SC

Não é exagero dizer a uma pessoa em São Paulo que você é de Lages – a maior cidade da Serra Catarinense – e o interlocutor desconhecer a localização. Mas de citar que é perto de São Joaquim, de imediato, há sintonia sobre o local. Somada à fama da cidade que sempre foi sinônimo de neve e maçã, a ideia é intensificar a apresentação de atrativos turísticos em todas as estações do ano.

NESSE SENTIDO

Tanto um portal turístico quanto o vídeo institucional destacam a potencialidade de São Joaquim, agregando o vinho de altitude, a maçã, o frio, gastronomia e paisagens sem igual. “Estamos cada vez mais preparados para receber visitantes de todo o mundo e compartilhar com eles a beleza e a hospitalidade de nossa cidade”, aponta Adriana Cechinel Schlichting, Secretária de Turismo de São Joaquim.

Acima uma ideia que estampa o portal que apresenta São Joaquim como destino turístico. Para acessá-lo clica aqui!

E MAIS

E o link do vídeo produzido pela MSM Imagens Aéreas você pode conferir acessando aqui!

Compartilhe
Continue Reading
Geral

Inter cai: Torcida culpa presidente

RESPONSÁVEL PELA QUEDA DO INTER PARA A SEGUNDONA TEM NOME E SOBRENOME. PELO MENOS NA VISÃO DO TORCEDOR DO COLORADO

“É preciso dizer ao presidente que ele investe no time, porque de alguma forma deve estar ganhando, ou abandona. E se não entender o recado é preciso buscar outras formas de desenhar para ele”.

No calor da derrota, que custou a queda para a segundona do Campeonato Catarinense, foi o que ouvimos de um dos torcedores do colorado lageano, numa referência ao presidente Cristopher Nunes.

E…

Entre um aplauso e uma palavra de apoio aos jogadores que fracassaram na missão de manter o time na Série A, o que não faltaram foram farpas contra o presidente. “É preciso identificar quem apoia essa pouca vergonha que está sendo feito com o nome de Lages. Esse é o presente que a diretoria preparou para ‘comemorar’ os 75 anos do Internacional? Nem o Clube, nem a cidade merecem passar por isso”. Foi o que ouvimos a respeito.

Entre uma pequena quantidade de torcedores visitantes do colorado lageano, sentamos na arquibancada do estádio Scarpelli para testemunhar o fiasco colorado com a queda para a Série B

CAMPANHA VEXATÓRIA

O Internacional de Lages fez uma campanha melancólica em um campeonato absolutamente fraco. Nos 33 pontos disputados conquistou apenas 08. E venceu apenas uma partida em casa (2 a 0 sobre o lanterna Nação na sexta rodada). Perdeu pontos preciosos como no empate com o Concórdia, cuja vitória teria sido suficiente para mantê-lo na Série A. Ou a derrota em seus domínios para o Barra no último jogo em casa. E apesar da campanha desastrosa, uma vitória simples contra o Figueirense na última rodada, teria salvo o time da queda. Isso porque o Concórdia também perdeu para o Avaí e o Galo do Oeste teria saldo de gols pior que o time de Lages.

JOGADORES SE EXPLICAM

“Foi ruim para nós, foi ruim para o time. Foi ruim para a cidade. Somos conscientes disso. Não faltou esforço”. Disse o goleiro Tanaka ao fim do jogo no Scarpelli, num gesto de humildade, ao se deslocar até o alambrado para dar satisfação ao torcedor. Outros jogadores repetiram o gesto, como Baianinho. Bruno Sena chorou após a queda. “Estamos todos tristes. Não é para isso que a gente trabalha”.

Goleiro Tanaka em um gesto de respeito nesse registro exclusivo da página, dialogando com os torcedores depois da derrota que decretou a queda do Inter para a Série B

Compartilhe
Continue Reading
Geral

O que tem feito a alegria do Gringo

PREFEITO DE LAGES TEM ACELERADO A AGENDA NA AUTORIZAÇÃO DE OBRAS NA CIDADE

Jornalisticamente não conversamos com Ceron desde os episódios que o envolveram no ano passado. A cautela o faz economizar palavras. Mas aos mais próximos, ao abordar o assunto, tem relatado o trauma do que enfrentara, situações que ainda devem lhe causar angustia considerando que há ainda desdobramentos por vir. Porém, o que tem procurado fazer é o que a liturgia da função determina: acelerado a agenda com autorização de obras de infraestrutura, como se viu nesta última semana de fevereiro.

No bairro Vila Mariza interagindo com a comunidade, onde autorizou pavimentação à lajota de uma das vias

PAVIMENTAÇÃO À LAJOTA – O chão batido da rua Padre Leonardo Eckel, bairro Vila Mariza, dará lugar ao pavimento à lajota. Obra de quase meio milhão de reais (R$ 470 mil) com recursos do Finisa será executada.

LAJOTA NO BAIRRO SC

A rua João Eduardo de Godoy, bairro Santa Catarina, terá aporte de R$ 270.567,96 também do Finisa para receber pavimentação à base de lajota. Sobre o fato de haver ruas mais extensas e outras menores, recebendo a pavimentação (houve quem criticasse que a prefeitura asfaltada 100 metros e anunciava que estava pavimentando uma rua), o prefeito observou que “Não importa se a rua que será urbanizada tenha 100 ou 1.000 metros de extensão. O que importa é que ali moram famílias, que pagam seus impostos e que precisam de retorno desses investimentos em obras públicas”.

Aqui já estamos em outra ordem de serviços, na rua Inácio de Alvarenga Peixoto, situada no bairro Várzea. Neste caso será asfaltamento. No registro acima o empresário Carlos Alberto Schumacher da A.S. Construtora testemunha com lideranças a assinatura da ordem de sevriços no bairro da Várzea

Rua do bairro da Várzea será asfaltada ao custo de R$ 601.680,32 com recursos do Finisa

Compartilhe
Continue Reading
Geral

Meia tonelada de peixe a R$ 10,00

FEIRA DO PROGRAMA PEIXE NA MESA ATENDEU COMUNIDADE DE UM DOS BAIRROS DE LAGES

O programa Peixe na Mesa que consiste numa parceria com produtores do interior de Lages promoveu sua primeira feira, aproveitando inclusive o ensejo da quaresma em que o produto tende a ter consumo maior. A iniciativa ocorreu no bairro Guarujá, atendendo aquela comunidade, a partir do Horto Municipal.

DADOS DA FEIRA

Segundo as informações da Secretaria de Agricultura e Pesca, que coordena o programa e a ação, foram colocados à venda cerca de 500 quilos. A meia tonelada de peixe foi vendida a R$ 10,00 e as espécies carpa, tilápia e jundiá tiveram o aceite imediato do consumidor. “O Programa Peixe na Mesa é uma iniciativa que visa fomentar a piscicultura e oferecer à comunidade uma alternativa de consumo de peixe a um preço mais acessível”, aponta o secretário de Agricultura de Pesca, Ozair Coelho (Polaco).

Secretário Polaco (de costas e mãos na cintura) confere a fila das pessoas em busca do peixe na primeira feira do programa em desenvolvimento pela Secretaria de Agricultura

A criação dos alevinos é feita de forma associada à produção de hortaliças, por meio do sistema de aquaponia no Horto Municipal, com itens como alface também sendo dsitruída à comunidade

Compartilhe
Continue Reading
Geral

Colegiado: Nilson Cruz assume em Lages

ELE SUBSTITUI ÁLVARO JOINHA. É A PRIMEIRA MUDANÇA POR CAUSA DA ELEIÇÃO NA EQUIPE DE CERON

“Muito foi feito pelo secretário Álvaro Joinha e que contribuiu para que Lages se tornasse uma cidade muito melhor, principalmente com relação a oportunidades de trabalho. Nesse período, além da qualificação profissional das pessoas que moram aqui e que precisam da inserção no mercado de trabalho, também abriu-se centenas de novos empregos”.

Palavras acima do prefeito Ceron ao promover a primeira mudança na equipe por causa da eleição deste ano. Saiu Álvaro Joinha do colegiado (esquerda) e assumiu Nilson Cruz (centro) na função de Secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo.

GRUPO PROGRESSISTA?

Apesar da cara de contente no retrato da posse de Nilson Cruz, a costura para que ele sucedesse a Joinha na função se deu por linhas transversas e não pela decisão partidária. Constaria que o PP não pretendia ver Cruz na função substituindo Joinha. Entretanto, foi lembrado aos progressistas que a função em comento não seria da cota do PP, mas do próprio prefeito. Daí a providência da substituição com o aval da Acil, entidade que Nilson Cruz integra como conselheiro.

MAIS DE JOINHA

Álvaro Mondadori que retorna nesta segunda-feira, 04, à função de vereador, apontou o termo missão cumprida para o período de quase 40 meses como secretário de Desenvolvimento Econômico:

“Nesse período que estivemos aqui, conseguimos conquistar muito pelo emprego. Foi mais emprego, mais qualificação, mais desenvolvimento, em todos eles conseguimos os melhores resultados da última década e é com muita alegria que a gente sai com a sensação do dever cumprido”.

Compartilhe
Continue Reading
Geral

Taylor Swift não virá na Festa do Pinhão

DEPOIS DA TEMPERATURA EXTREMA NO RIO DE JANEIRO, O FRIO FORA DA CURVA EM LAGES É ARRISCADO!

A ausência de um dos maiores (se não o maior cachê da atualidade na música) no principal evento de inverno do Sul do Brasil ocorre por vários fatores. O primeiro deles é que nunca foi cogitada a presença da diva americana na Festa do Pinhão. “Quem tem Ana Castela não precisa de Taylor Swift”, declaração hipotética de Eremildo, o personagem de Élio Gaspari ao saber do anúncio da Boiadeira no evento de Lages. Inclusive ele acredita que já estaria na hora de um show internacional no evento lageano. Poderia até ser um feat, tipo Dualipa e Elton John. Ou seja, Eremildo é idiota, mas não é burro.

AUSÊNCIA DA TAYLOR NO CONTA DINHEIRO

Além da presença de Taylor Swift não ter sido cogitada para o evento lageano, visto que depois de Mercedes Sosa nenhuma diva internacional colocou o pé no Conta Dinheiro (Money Account), outros fatores poderiam contribuir para a ausência dela em solo lageano. Sua produtora já levou uma sentença de primeiro grau na Comarca local por causa dos descuidos no show do Rio de Janeiro em novembro do ano passado. Lá por causa das temperaturas demasiadas elevadas – com sensação términa superior a 50 graus celsius positivo. Aqui poderia ser devido às temperaturas demasiadas baixas, visto que o inverno nestas paragens podem ficar bem abaixo de 0º. E o frio daqui é diferente daquele dos americanos devido ao vento minuano.

Assim, antes de que alguém pense no assunto, já antecipamos que a moça não vem. E podemos garantir que a empresa AME não emitirá nota oficial nos desmentindo, apontando a vinda da referida cantora. Contentemo-nos com a Boiadeira, para a alegria de Eremildo!

Olha o mar de gente que você está perdendo, Taylor!

EM TEMPO

Naturalmente que é apenas um trocadilho à notícia sobre a condenação imposta à produtora da cantora em processo que correu na Comarca de Lages. Um show da mesma em eventos é algo totalmente fora de cogitação, algo impossível. Um cachê de Taylor Swift seria suficiente para realizar umas 50 Festas do Pinhão ou mais. E respeito imenso aos fãs da cantora americana, entre os quais nos incluímos!

Compartilhe
Continue Reading
Geral

Creci expulsa corretor em Lages

PROFISSIONAL É ACUSADO DE LESAR CLIENTES EM PROCEDIMENTO NO MERCADO IMOBILIÁRIO DA CIDADE

Uma iniciativa inédita do CRECI/SC resultou na decisão judicial de suspender as atividades de um corretor de imóveis de Lages, acusado de se utilizar da profissão para lesar clientes. O processo corre em segredo de justiça.

ENTENDA O IMBRÓGLIO

No final do ano passado, a prisão preventiva do corretor de imóveis chegou a ser decretada, pelos crimes de apropriação indébita e estelionato. Imediatamente, o CRECI/SC instaurou o processo ético disciplinar. Porém, pela legislação, não há possibilidade do CRECI suspender ou cancelar o registro até conclusão do processo, que se dá apenas após julgamento de recurso pelo Conselho Federal de Corretores de Imóveis (COFECI), o que pode levar algum tempo.

ADIANTE AO TEMA

Em janeiro deste ano, o CRECI/SC encaminhou à Justiça um pedido para se habilitar no processo, requerendo a suspensão cautelar de inscrição profissional do acusado durante o tempo de tramitação do processo. “Nosso objetivo foi agilizar a retirada do mercado desse corretor de imóveis, para que não continue cometendo crimes e fazendo novas vítimas no exercício da profissão”, explicou o presidente do Conselho, Fernando Willrich.

DECISÃO JUDICIAL

Com a decisão do Juiz Laerte Roque Silva, da 1ª Vara Criminal da Comarca de Lages, tomada neste dia 28, o corretor de imóveis perde sua inscrição no CRECI/SC e, dessa forma, fica impedido de atuar até que o processo judicial seja concluído. O Conselho justificou a medida por ser imprescindível à garantia da ordem pública e econômica, impedindo o uso da atividade profissional de corretor de imóveis para obter vantagem ilícita.

O CRECI/SC recomenda que o acesso a qualquer corretor ocorra se certificando que o mesmo está devidamente habilitado perante o conselho, conforme se demonstra acima

Conteúdo: Cláudio Schuster – Creci/SC

Compartilhe
Continue Reading