Geral

Escala na Serra garante voo a Floripa

EMPRESA AEROSUL ALTEROU A DINÂMICA DE VOOS PARA GARANTIR A OPERAÇÃO NO AEROPORTO DE CORREIA PINTO

Uma escala no Aeroporto de Correia Pinto e não o voo exclusivo entre a Serra Catarinense e o Aeroporto Internacional de Florianópolis. Foi a alternativa encontrada pela empresa Aerosul para não deixar de operar no aeroporto serrano. Assim, o voo que vem de São Miguel D’Oeste desce em Correia Pinto, faz a escala incluindo novos passageiros e segue viagem até a Capital. A dinâmica ocorre devido a baixa demanda de passageiros exclusivos da Serra Catarinense.

OPERAÇÃO NESTA SEGUNDA-FEIRA, 25

Com essa nova dinâmica a aeronave da empresa aterrissou e decolou nesta manhã de segunda-feira, 25, em Correia Pinto e, na sequência, levou passageiros até Florianópolis. Sete dos nove lugares estavam ocupados. Empresário Dilmar Monarim foi um deles e observou que a divulgação dessa malha permitirá um interesse maior dos usuários na linha área. “Comprei a passagem de volta por R$ 335,00 amanhã (terça-feira). Sai barato se levar em consideração a questão de tempo, os riscos do trânsito (na BR-282) e até mesmo as multas ao longo do trecho para se deslocar de carro”, opina Monarim.

O cartão de embarque de Monarim confirmando a rapidez na ligação com a Capital. São 40 minutos entre Correia Pinto e Florianópolis

Passageiros no voo entre São Miguel D’Oeste, Correia Pinto e Florianópolis dentro de uma nova dinâmica da malha da empresa Aerosul

A chegada em Florianópolis com o registro do entroncamento da BR-282 com a BR-101, caminho de quem chega da Serra Catarinense à Grande Floripa

PORTANTO

A empresa Aerosul tem interesse e necessidade de operar a partir do Aeroporto de Correia Pinto. Precisa, no entanto, de demanda de passageiros. A divulgação da regularidade dos voos (com dia e horário) pode facilitar essa procura por tal alternativa de deslocamento entre a Serra e a Capital.

Compartilhe
Continue Reading
Geral

A fraqueza do Fort Atacadista

Quando o assunto é supermercados a gente não tem dúvida que Lages está muito bem servida com o Myatã (inclusive com quem temos uma relação de publicidade), Alvorada, Martendal, Kloppel, Mezalira e assim por diante.

MAS…

Ao responder aos parentes de outros municípios da Serra Catarinense que veem a Lages ‘fazer o rancho’, sobre o perfil de cada atacadista instalado na cidade, observamos que o BIG é um supermercado que agrega de pneus a roupas. Não havendo grandes diferenciais, assim como o outro atacadista do mesmo grupo econômico, o Maxxi. Esse último com aquela desvantagem da falta de sacola.

MAIS

A loja do Stock Center de Lages passa aquela impressão de um galpão com alguns itens da linha de produtos que a gente nunca ouviu falar (são marcas que atendem principalmente o mercado gaúcho). Falta mais luz no ambiente e produtos que você encontra num dia, nem sempre estarão lá em outra oportunidade.

DAÍ…

O Fort Atacadista é o que consegue mesclar ambiente agradável (limpeza impecável), atendimento atrativo (o pessoal não atende como se estivesse fazendo um favor), marcas conhecidas e preço justo. Então, quando o ranking é dos quatro atacadistas da cidade, a gente recomendaria o Fort. Entretanto, o referido estabelecimento vem cometendo um dente no facão por algum problema de gestão.

Temos recebido mensagens eletrônicas na caixa de e-mail direcionadas a outro cliente do Fort Atacadista. Apenas o último sobrenome é idêntico ao nosso. E agora apareceu a fatura do cartão de crédito do cidadão para nós. Essa exposição de dados de terceiros é um pecado que o Fort não pode cometer. Não importa se é falha no sistema, mas ninguém merece ter seu histórico de compras exposto para os outros. Eis a fraqueza do Fort!

Compartilhe
Continue Reading
Geral

Distrito Industrial de Índios já tem lei

NORMA FOI CRIADA E APROVADA QUANDO RENATINHO ERA PREFEITO. MAS VETOR PRINCIPAL DOS INCENTIVOS ERA A PRODUÇÃO DE VEÍCULOS MOTORIZADOS

Chama-se PISC o Distrito Industrial de Índios de acordo com a lei aprovada nos tempos da administração do então prefeito Renatinho. A norma está em vigor, prevendo uma série de incentivos às empresas interessadas em implantar unidades no local. Entretanto, a lei tem como vetor principal a produção de veículos, devido ao firme propósito, na época, de atrair a montadora de caminhões chinesa.

ÁREA AMPLA

O PISC foi criado na época prevendo uma área de 8 milhões de terras (7.945.536,14 metros quadrados). E a lei sancionada pelo então prefeito Renatinho admitia ainda novas desapropriações para atender as necessidades do Parque Industrial. Há previsão de um regime jurídico diferenciado em relação a tributos, para manter a boa competitividade àquelas empresas que se instalarem ali às margens da BR-282.

NÃO A UNIDADES RESIDENCIAIS

A legislação aprovada previa incentivos dispostos na norma de 2009 (3.626) ou outra lei que a suceder. Proibia o uso da área para construção de unidades residenciais e admitia ainda que terrenos próximos fosse agregados ao PISC pela iniciativa privada. De acordo com a lei, a gestão do PISC seria feita por uma pessoa ligada à prefeitura.

A lei que criou o PISC é anterior ao projeto acima (esse dos tempos do então prefeito Elizeu). Mas fica evidente a necessidade de algumas adaptações à norma da época de Renatinho para a implementação daquilo que pretende a gestão atual de Lages

***

Abaixo conteúdo publicitário!

EMPREENDIMENTO TERRA ENGENHARIA

RESIDENCIAL BÉRGAMO: PERTO DE TUDO

Residencial Bérgamo planejado pensando em seu conforto e privacidade, utilizando espaços de maneira eficiente e inteligente. Unidades de 2 e 3 dormitórios com opção de suíte, salão de festas mobiliado, academia, brinquedoteca e playgroundÁrea de coworking e sala de reuniões para atendimento home office.

Registro Incorporação: R3/41196

Compartilhe
Continue Reading
Geral

Polícia Militar de luto na Serra

Faleceu neste domingo o 3.º Sargento PM, Celso Moreira da Silva. Ele atuava pela Polícia Militar no município de Capão Alto e residia em Lages. Objetivo da informação não é adentrar às circunstâncias da lamentável morte do nobre policial, mas estender a solidariedade à família, amigos e aos integrantes da Polícia Militar. Sempre que um guerreiro tomba, toda a corporação fica consternada pelo sentido de irmandade que rege a relação de trabalho entre os integrantes da briosa.

Que a sociedade tenha a visão que, dentro da farda de cada integrante da Polícia Militar, temos seres humanos, cidadãos de bem, com família, vida em comunidade, responsabilidades e problemas comuns a todos.

Nossos respeitos e lamento!

Compartilhe
Continue Reading
Geral

Moisés: Estratégia inédita de comunicação

O PRÓPRIO GOVERNADOR MOISÉS INICIOU UMA SÉRIE DE ENTREVISTAS, CONDUZIDAS POR ELE, COM INTEGRANTES DA EQUIPE

Secretários e presidentes de empresas públicas trocaram alguns dedos de prosa sobre a atuação, projetos e ações das respectivas áreas, tendo o próprio governador como entrevistador. O conteúdo está disponível no Youtube

A primeira entrevista conduzida pelo governador Moisés foi com a presidente da Epagri, Edilene Steinwandter, que recentemente foi eleita como uma das 100 mulheres mais poderosas do agronegócio brasileiro pela revista Forbes.

Durante a entrevista, Carlos Moisés e a presidente da Epagri trataram de temas como o papel das mulheres no agronegócio, os 30 anos da empresa e as ações realizadas na atual gestão em apoio ao produtor rural.

A ESCOLHA DE EDILENE

Edilene Steinwandter é presidente da Epagri desde o começo da atual gestão, em janeiro de 2019. E o próprio governador Moisés aponta o desafio de ter fugido daquela ‘tradição’ de nomear políticos e colocar alguém do quadro e da área:

“Queríamos um governo que obviamente se relacionasse bem com a política, mas que não abandonasse os critérios técnicos. A Edilene se encaixou como uma luva, pois ela tem amplo apoio do setor produtivo e ao mesmo também dos integrantes da Epagri. Com o trabalho dela, a Empresa está se colocando cada vez mais num lugar de destaque, mudando a vida das pessoas que trabalham no campo e fazendo com que Santa Catarina se torne cada vez mais pujante no agronegócio”.

Compartilhe
Continue Reading
Geral

Lages liberaria uso ou não de máscara?

PODE LIBERAR. MAS NÃO DEVERIA. O NÚMERO DE PESSOAS COM A COVID-19 SE MANTÉM NUM PATAMAR SEM REDUÇÃO, APESAR DE OUTROS BONS DADOS

Decreto em Criciúma tornou facultativo o uso da máscara em locais públicos, para pessoas com o ciclo vacinal completo. Mas esse tipo de medida é temerária, considerando a dificuldade para saber quem está com as duas doses andando na rua, quem renunciou o direito de aplicar a vacina. Enfim, a própria decisão em Criciúma é questionável, visto que são 99 pessoas com Covid-19 ativa, sendo 27 internadas, das quais 13 na UTI.

LAGES PODERIA LIBERAR A MÁSCARA?

A gente sabe que o secretário Claiton Camargo de Souza e o próprio prefeito Ceron recebem pressão para derrubar o uso da máscara em locais públicos. Entretanto, a prudência, a cautela, sugere exatamente o contrário. Os dados abaixo apontam 164 pessoas com a doença ativa. Conhecemos muitas pessoas que se negaram a tomar a vacina (sim, tem isso em Lages) e a máscara acaba se constituindo um instrumento de reforço de prevenção e cautela.

Por causa do pulso firme na gestão da vacinação e outras ações, temos uma realidade relativamente controlada, apesar daquelas 164 pessoas com a doença (conforme o boletim da noite de sábado). Daí acenar a liberação do uso da máscara se constitui a ideia de causar a impressão que está tudo sob controle. E isso é temerário.

DAÍ QUE…

Manter o uso da máscara e a adoção de práticas preventivas, constitui-se a medida mais inteligente a ser adotada pelos gestores do município. Até porque, não será uma medida assim (da não obrigatoriedade do uso de máscara) que irá alterar alguma coisa na economia, no comércio, no cotidiano das pessoas. Naturalmente, é apenas opinião porque os gestores saberão o que fazer.

Já estivemos com o risco moderado (azul), mas a classificação voltou a colocar a região onde está Lages nessa realidade apontada no mapa

Compartilhe
Continue Reading
Geral

Lages aplica 1.135 doses no sábado

VACINA CONTRA A COVID-19 ATENDEU ADOLESCENTES A PARTIR DE 12 ANOS, SEGUNDAS DOSES E REFORÇO

O próprio secretário de Saúde, Claiton Camargo de Souza, registrou o número expressivo de aplicações de doses durante a manhã do sábado, 23. Foram 1.135 pessoas atendidas pelas equipes de vacinadores, no trabalho realizado exclusivamente no Tito Bianchini. Houve inclusive registro do bom atendimento presenciado:

Como não faltam aqueles para reclamar do atendimento, registre-se esse tipo de atenção na manhã do sábado que mereceu relato e parabéns!

Faltando uma semana para fechar outubro, Lages ultrapassa as 225 mil doses aplicadas. Se considerar a dose única da Janssen e mais as segundas doses aplicadas, são 95.000 lageanos com o ciclo de vacinação completo. E mais da metade dos adolescentes alvo da imunização já recebeu a dose

IMPORTANTE PARA ESTA SEGUNDA-FEIRA, 25

A dose de reforço passa a ser aplicada no intervalo de 5 meses. Quem tomou a segunda dose até 25 de maio já pode ir aos locais de votação nesta segunda-feira, 23.

AINDA NA SEGUNDA-FEIRA, 25

Lages vacina com doses de reforço, segundas doses e mais adolescentes com 12 anos ou mais, nesta segunda-feira, 25, tanto no Tito Bianchini quanto no Garden Shopping (drive thru).

Compartilhe
Continue Reading
Geral

Morte e atropelamento na BR-116

FOI NESSA SEQUÊNCIA: RAPAZ MORREU NUM ACIDENTE EM PONTE ALTA E, OUTRO VEÍCULO ATINGIU PESSOAS QUE ACOMPANHAVAM O RESGATE

Noite de sábado, pista com umidade depois da chuva durante o dia e um desfecho trágico (e por pouco quase mais grave ainda) numa colisão na BR-116, município de Ponte Alta. Numa colisão envolvendo um veículo Volks Gol (placas de Correia Pinto) e uma carreta Scania, resultou na morte do condutor do veículo pequeno. A vítima fatal estava sem documentos no momento do acidente e ficou preso nas ferragens.

DESDOBRAMENTO

Operadores da concessionária Autopistas Planalto Sul trabalhavam com socorristas do SAMU e Bombeiros de Correia Pinto no atendimento à ocorrência quando um veículo Fiat Uno (placas de Celso Ramos) acabou atropelando duas pessoas que acompanhavam o atendimento. O Uno ainda bateu no veículo avariado (Gol) e em mais um caminhão Volkswagen. As vítimas do atropelamento apresentavam ferimentos de toda ordem, devido ao choque contra o Uno.

Registro das redes sociais do múltiplo acidente na BR-116 em Ponte Alta na noite de sábado, 23

ATUALIZANDO

Os ocupantes do Uno retornavam para casa, levando um senhor que estava internado no hospital de Curitibanos. Segundo um dos ocupantes do veículo, havia muita cerração e chovia. Não havia nenhuma sinalização indicativa da situação da pista (com o acidente). Do atropelamento, uma dos atingidos quebrou as duas pernas e outra pessoa está no hospital. De acordo com informações, os atropelados não tinham qualquer relação com o acidente (colisão Gol e Scania) e estariam no local registrando (foto ou filmagem).

Compartilhe
Continue Reading